Rio de Janeiro, Sábado, dia 24 de Junho de 2017 End.: Rua Santa Amélia, 41 - Praça da Bandeira CEP:20260-030 Tel. (21) 2532-0331
Página inicial
 
Quem somos
História
Diretoria
Estatuto
Acordos Coletivos

Assessoria Jurídica
Convênios

Publicações
Agenda
Galeria de Fotos
Vídeos

Associe-se
Fale Conosco
 




Cadastre-se e receba o nosso informativo na sua caixa postal
E-mail:
 
 
 




CONVÊNIOS
A História do SIMERJ

         Em 1979, apesar das muitas dificuldades, pois vivíamos em plena Ditadura Militar, foi fundada a Associação Profissional dos Metroviários do Estado do Rio de Janeiro – APROM, que nesse ano iniciou as discussões com a Empresa no sentido de garantir aos Metroviários conquistas como a criação da creche, Conselho de Representantes, e outras que contribuíam para a melhoria da qualidade de vida da família metroviária.

         Em 1980, os empregados, lotados na área de operação, levantaram como bandeira de Luta a jornada de 6 horas, nesta época, trabalhava-se 8 horas e, muitas vezes, chegava-se a 10 horas de trabalho por dia.


        A data de 21 de julho de 1982 é muito especial para os metroviários: a APROM foi transformada, conforme Carta sindical liberada pelo Ministério do Trabalho, em Sindicato. Abriram-se assim caminhos para novas formas de luta, antes impossíveis. Pela primeira vez o SIMERJ participou da I Conferência Nacional das Classes Trabalhadoras (I CONCLAT), que reuniu mais de 5 mil trabalhadores representando diversas entidades de classe de todo o País. O Sindicalismo brasileiro mudava e o novo sindicato estava lá contribuindo para essa mudança. 


        Em 1982, foi realizado o primeiro Acordo Coletivo da história dos Metroviários; o aproveitamento do pessoal interno para ocupar as vagas existentes foi uma de suas principais conquistas. Também nesse ano partiu do Sindicato a exigência de que todas as fraudes que aconteceram no Metrô fossem efetivamente apuradas. Esse fato vem mostrar e comprovar que o SIMERJ apresentou ao longo dos anos uma luta não só em defesa dos Metroviários, mas também pela transparência na Administração da Empresa Pública.


        Em março de 1984, foi instalada a primeira Comissão Paritária contra Despedida Injustificada, cumprindo o previsto no Acordo Coletivo. A partir daí a Comissão poderia ser acionada por qualquer Metroviário que sentisse injustiçado por uma punição ou demissão da empresa.


        Em 1º de julho de 1985, os bilheteiros passaram a trabalhar em jornada de 6 horas. Deu-se aí o início da Luta para estender às 6 horas a todo o pessoal que trabalhava nas Estações.


São muitas as histórias de Luta e Conquistas do Sindicato, para que o SIMERJ fique cada vez mais forte e atuante é necessário que você, Metroviário, seja um elemento atuante dentro e fora do SIMERJ.

 
" METROVIÁRIO, LUTE COM O SIMERJ PARA CONQUISTAR E FAZER VALER OS SEUS DIREITOS ! "
Musicalização Dó Central

Mais Informações
Bella Sol - Novo Convênio

Tabela de valores
Contato
Marlene Silva Okamura Psicóloga Clínica e Psicopedagoga

Saiba mais detalhes e veja a relação completa dos psicólogos credenciados
CONDOR - Viagens e Turismo

Saiba mais
FISK - Centro de Ensino
(21) 2262-0249 / (21) 2220-1045
Psicólogos
Faculdade São Judas Tadeu
(21) 3296-5000
Outros convênios

Todos os direitos reservados © SIMERJ - Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro
Gestão de conteúdo: Antônio Luiz e Joaz Paim    Desenvolvimento: Rede Sindical   Tecnologias: PHP, MySQL, FLEX, Painel Flex